A Menopausa na Vida Sexual da Mulher

outubro 26, 2016


Quando se fala da Menopausa, já vem uma série de dúvidas e perguntas na cabeça da mulherada sem resposta, por isso vamos te ajudar a solucionar e responder algumas delas.

A menopausa causa varias reações e alterações hormonais envolvendo mudanças físicas no organismo da mulher e também psicológicas, gerando até, em alguns casos desequilíbrio e desconforto, entre eles, o principal é a queda de estrogênio, que é o hormônio responsável pela feminilidade da mulher.

Com a queda da produção do estrógeno, a libido diminui e consequentemente a vida sexual também, mesmo existindo o desejo sexual, pode ser muito difícil ter relação já que ocorre uma diminuição significativa na lubrificação natural da mulher, causando incômodo ou até mesmo dor, nestes casos o ideal é utilizar lubrificantes íntimos, de preferência os que são à base de água, que são encontrador facilmente em qualquer sex shop ou lojas do segmento erótico.

O lubrificante facilita a penetração durante a relação sexual, mas é recomendado ir ao médico ginecologista para avaliar a melhor forma de passar por essa fase de mudanças. A reposição hormonal é uma opção, mas nem todas as mulheres podem fazer, pois há riscos crescentes de desenvolver câncer de mama (para aquelas que possuem casos na família), pois os medicamentos podem gerar um desequilíbrio causando dores nos seios, neste caso deve-se procurar um médico especialista no assunto.

Geralmente as dores nos seios quando estão relacionadas a menopausa são cíclicas, ou seja, aparecem em certos períodos do ciclo menstrual. Caso perceba que a dor é continua, pode ser causado devido aumento de algum cisto no tecido mamário, ou também pode ser ocasionado por uma dor muscular.

O ideal é tentar identificar, investigar a dor, de onde é como é gerado para se precaver o quanto antes. Nesta fase da menopausa é recomendado consumir o uso de derivados da soja que também podem ajudar e ser um grande aliado nesse ciclo da mulher.





Fontes de Consulta
  • Alexandre Saadeh. Psiquiatra e ex-membro do projeto sexualidade do instituto de psiquiatria do hospital das clínicas da faculdade de medicina USP

Outros artigos que talvez você goste

0 comentários

Curta nossa página no Facebook